Como economizar energia elétrica em casa e reduzir sua conta de luz

A economia de energia elétrica era até então considerada como sinônimo de conscientização e economia, porém com a evolução da tecnologia na construção civil, passou a ser considerada como um item obrigatório no quesito sustentabilidade. Veja Como economizar energia em elétrica e reduzir definitivamente sua conta de luz.

Administrar o orçamento familiar doméstico é importante não apenas para manter as finanças sob controle, sabia? Com um pouquinho de organização, sabendo como economizar energia em casa, é possível poupar muito sem grandes sacrifícios.

Se economizar energia se tornou uma prioridade no mundo moderno, a criatividade na decoração buscará medidas cada vez mais sustentáveis ​​e saudáveis ​​que beneficiem o seu bolso e o bem-estar. Quer saber como economizar energia em casa? Reunimos 16 dicas extremamente eficientes para deixar sua casa mais bonita e ao mesmo tempo reduzir de vez o consumo de energia

1. Como economizar energia investindo em lâmpadas LED

Este é o investimento que já impactará diretamente mudanças no consumo de energia e redução do valor da sua conta de energia. De alguns anos para cá, o valor das lâmpadas LED veem sendo reduzidos e tornando o seu uso cada vez mais acessível, devido a popularização das lâmpadas no varejo e atacado no ramo da construção.

Assim como as lâmpadas incandescentes e fluorescentes vendidas a muito tempo no mercado, as lâmpadas LED possuem diversas cores e potências, possibilitando criar cenários e decorações incríveis com os modelos disponíveis.

Além disso, as lâmpadas LED podem gerar um consumo 10 vezes menor em comparação as lâmpadas tradicionais, considerando que uma lâmpada de 60w (modelo tradicional) é equivalente a 6w de uma lâmpada LED, ou seja, as lâmpadas LED mesmo com uma potência elétrica menor (watts) são equivalentes a mesma eficiência de lâmpadas antigas, se comparado a seu desempenho luminoso.

2. Como economizar energia evitando aparelhos em “stand by”

Sabe aquele carregador que fica conectado na tomada mesmo depois de recarregar seu celular, ou aquele micro-ondas que fica conectado depois do uso? Saiba que esses aparelhos, mesmo desligados podem ser responsáveis pelo aumento de até 12% no consumo elétrico de sua casa ou apartamento, além disso aumentam os riscos de curto caso não esteja presente.

O hábito de deixar vários aparelhos plugados, mesmo que não estejam sendo usados — ou seja, no modo stand by — não é nem um pouco incomum. Afinal, muitas pessoas se acostumam a olhar a hora no display do micro-ondas, por exemplo, ou ligar a TV assim que entra em casa.

Entretanto, essa prática, aparentemente inofensiva, pode gerar um gasto significativo no final do mês, segundo pesquisa da Proteste. Aquela simples luzinha acesa é um sinal de que a sua conta de luz pode vir mais alta. Sendo assim, que tal tirar os eletrônicos da tomada quando eles não estiverem sendo usados? Não custa nada, concorda?

O ideal seria desconectar todos os aparelhos que não necessitam ficar conectados à tomada e instalar um Dispositivo Diferencial Residual (DR) no quadro de distribuição elétrica para evitar riscos com choque elétricos ou curto circuito em sua rede elétrica.

3. Como economizar energia com aparelhos de alto consumo

Você com certeza já deve ter ouvido dos seus pais para não passar muito tempo debaixo no chuveiro, não é mesmo? Bom, saiba que eles tinham razão! Aparelhos como chuveiro elétrico, ar condicionado, ferro elétrico e máquina de lavar são os aparelhos e eletrodomésticos que mais consomem energia elétrica.

Manter a chave do chuveiro na posição de “verão” sempre que possível, por exemplo, pode gerar uma economia de até 30% de eletricidade para esquentar a água do banho, sabia?

Além disso, é importante manter a fiação do seu chuveiro em boas condições (sem remendos caseiros na resistência) e limpar regularmente os orifícios pelos quais a água sai para que o fluxo não seja prejudicado.

Evite usar estes aparelhos em horários de pico, pois seu consumo se torna ainda mais alto, puxando ainda mais energia e fazendo com que o relógio passe ainda mais depressa. O chuveiro elétrico costuma gastar mais entre 18 horas e 21 horas, quando a maioria das pessoas estão chegando do trabalho.

4. Como economizar energia com a geladeira

Se você alguma vez deixou o refrigerador ligado em casa durante uma viagem, talvez tenha notado que, mesmo funcionando, o eletrodoméstico gastou muito menos energia enquanto você esteve ausente. Isso acontece porque a eletricidade é gasta pela geladeira para diminuir a entrada de calor em seu interior. O que significa que, quanto menos você abre e fecha suas portas, menos energia ela precisa usar, certo?

Por isso, inclusive, é tão importante conferir as borrachas de vedação, já que elas isolam o interior do seu eletrodoméstico e impedem essa troca de calor.

Logo, não é difícil fazer com que a geladeira fique mais econômica: além de checar a vedação com periodicidade, pense no que vai comer antes de abrir as portas. Deixe-a bem longe de fontes externas de calor (como o forno ou o sol) e evite guardar alimentos quentes lá dentro.

Também é bom conferir se o eletrodoméstico não está muito próximo da parede, pois essa proximidade pode superaquecer o seu motor. O ideal é deixar um espaço de 10 a 15 centímetros entre a traseira e a parede.

Outro cuidado a se tomar é com o abre e fecha da geladeira, a cada vez que ela se mantém aberta o motor força a refrigeração para manter os alimentos conservados, o que aumenta consideravelmente o consumo de energia. Outra dica importante é alterar reduzir a temperatura no controlador da geladeira ao fazer viagens.

5. Como economizar energia trocando os eletrodomésticos

Em 2016, a Proteste se mobilizou em uma campanha para incentivar a troca de modelos antigos de eletrodomésticos — principalmente os de ar-condicionado e os refrigeradores — por modelos novos, mais modernos e econômicos. Você se lembra disso?

De acordo com o site, afinal, a economia mensal com as versões mais modernas dos aparelhos poderia chegar a 67%, compensando o investimento em alguns meses. Nesse sentido, vale a pena adquirir modelos novos que, além de otimizarem a estética da casa, gastem menos energia.

Que tal conferir a média de consumo de cada eletrodoméstico no site da Procel (Programa Nacional de Conservação de Energia Elétrica) e checar se não está na hora de trocar os seus?

Isso também vale no momento da compra: pesquise bastante antes de escolher as novas versões para a sua residência, observando nas especificações o seu potencial de consumido de eletricidade.

6. Verifique a fuga de energia na sua casa

Não é comum, mas se você está achando que, talvez, o consumo que aparece na sua conta de luz não reflete a realidade do seu gasto, pode ser uma boa conferir se não há algum probleminha de escape na sua rede.

É bem fácil: depois de desligar e desplugar todos os aparelhos da casa, apagando também todas as luzes, confira o seu medidor de consumo junto ao registro — caso ele continue girando, procure um eletricista e acabe com esse desperdício.

Serviços de elétrica mal feitos também podem ser outro fator que colabore no aumento do consumo. Em casos como este o ideal seria chamar um bom eletricistas para conferir o “fechamento” doa cabos, ou seja, se o isolamento e amarração dos cabos elétricos foram bem apertados.

Cabos elétricos com fechamento fraco podem ocasionar na fuga de energia e aumentar o consumo de energia com a ligação de aparelhos ou lâmpadas.

7. Como economizar energia investindo em um sistema de aquecimento solar

A energia solar é hoje uma tendência que veio para ficar, porque representa uma economia considerável na conta de luz e ainda é uma prática sustentável. A transformação da luz do sol em energia é feita de uma forma 100% limpa, ou seja, não há emissão de poluente e é livre de qualquer outro impacto ambiental.

Além de contribuir com a conta de luz e com o meio ambiente, o investimento em um sistema de aquecimento solar valoriza o seu patrimônio. É isso mesmo! Os imóveis que produzem sua própria energia são mais valorizados no mercado imobiliário, e isso é um ponto superpositivo para o seu panorama financeiro, concorda?

8. Invista em um sistema chuveiros a gás

O uso de chuveiro a gás é outro grande aliado na redução do consumo de energia em casa. Além de economizar muita energia por não depender dela para o aquecimento, o gás é um combustível que não sofre grandes variações nem mesmo aumento com taxas como bandeira vermelha e amarela, ou seja, mais economia no final do mês.

9. Instale temporizadores e sensores

A tecnologia é uma grande aliada em como economizar energia em casa. Hoje temos várias opções de sensores de presença e temporizadores de luz no mercado, que fazem com que as lâmpadas sejam acesas e apagadas automaticamente. Logo, elas serão acionadas apenas quando houver necessidade, ou seja, quando alguém estiver no local.

Os temporizadores também podem ser utilizados em diversos aparelhos domésticos, de modo que eles sejam desligados após o período programado. Assim, ninguém mais sai de casa e esquece a televisão ou o computador ligado, por exemplo. Eles não serão retirados da tomada, é claro, mas, só de não ficarem em funcionamento sem necessidade, temos uma ótima economia na conta de luz!

10. Cuide da temperatura interna da casa

Especialmente nos períodos mais quentes do ano, as pessoas tendem a consumir mais energia elétrica por meio do ar-condicionado ou de ventiladores. O primeiro consome muito mais eletricidade que o segundo, porém, é possível reduzir o uso desses equipamentos com isolamento térmico. Nestes casos, o ideal é consultar um arquiteto ou engenheiro. Aproveite para entrar em contato com nossas equipe de arquitetos e solicite um orçamento Clicando aqui.

A tendência, no verão, é deixar as janelas e portas sempre abertas, porém, isso pode fazer com que a temperatura interna da casa se equilibre com a externa, trazendo o ar quente para dentro.

Assim, se possível, isole as entradas quando estiver com o ar-condicionado ligado, por exemplo, ou até mesmo o ventilador. Assim, o desempenho é maior, e o produto não vai puxar tanta energia.

11. Aproveite a ventilação natural

Você está careca de saber que ambientes com poucas portas e janelas têm dificuldades em se manterem bem refrigerados.

Investir em uma boa ventilação natural é algo que seve ser bem planejado no momento de uma construção ou reforma, e ajudarão muito em termos de economia.

Ambientes que contenham ventilação cruzada, portas e janelas mais com aberturas maiores ajudam muito na ventilação natural e evitam o uso de aparelhos elétricos para a mesma finalidade, ou seja, mais economia no fim do mês.

Dica dos arquitetos: Outra boa solução é investir em portas e janelas com banderolas, aquelas janelas superiores com abertura independente. Elas possibilitam a saída do ar quente dos ambientes e aumenta a circulação de ar puro nos ambientes, renovando constantemente o ar.

12. Aproveite a iluminação natural

Todo mundo sabe que deixar as luzes acesas quando um cômodo não está sendo usado é um desperdício de eletricidade e de dinheiro. Mas, além de apagá-las sempre que sair de um ambiente, existem outras maneiras de reduzir o uso das suas lâmpadas, como o aproveitamento da iluminação natural.

O ideal é que você não precise acender as luzes durante o dia, então, vale usar cortinas translúcidas, por exemplo, que ajudam a manter certa privacidade sem ter que ligar as lâmpadas. O uso de vidros e de espelhos para refletir a luminosidade também é uma boa estratégia de como economizar energia

Também é possível instalar claraboias no teto, como em corredores ou escadas, por exemplo, a fim de clarear o espaço enquanto houver incidência de raios solares.

Por fim, também dá para reposicionar os seus móveis, de modo a aproveitar ao máximo a luz vinda das janelas, principalmente sobre mesas e escrivaninhas usadas para estudos, trabalho ou leitura.

13. Invista em espelhos

O uso de espelhos na decoração econômica ajuda a ampliar os ambientes pequenos e a refletir a luz natural que entra por portas e janelas, fazendo com que mais luz entre nos ambientes distantes de janelas e torne-os ainda mais claros e bem iluminados durante o dia.

Além dos espelhos, investir em revestimentos esmaltados (com brilho) podem deixar sua casa ainda mais iluminada, mas é importante tomar cuidado com o ambiente que ele será aplicado, para não ocasionar acidentes com escorregões.

Sendo assim, o ideal é consultar um bom arquiteto e um fornecedor ao adquirir o material, para saber se é indicado para o ambiente que deseja aplicá-lo.

14. Adote cores claras nos ambientes

Pode parecer um detalhe insignificante, mas a escolha das cores na decoração também ajuda muito quando o assunto é como economizar energia em casa. Isso porque um ambiente com tons escuros sempre vai causar a sensação de que é preciso acender a luz — até mesmo em períodos diurnos.

Por isso, vale a pena apostar em cores claras, que deixam os espaços naturalmente iluminados. Isso vale tanto para a pintura das paredes quanto para os revestimentos do piso e demais pontos da decoração.

Em termos técnicos, as cores claras são responsáveis pelo aumento dos índice de reflexão dos materiais, ou seja, cores claras e brilhosas refletem mais, cores escuras e fechadas absorvem mais luz.

Sendo assim, apostar em cores claras, tanto no piso, teto, parede, nos armários, na mobília e em qualquer outro elemento que faça a composição do ambiente, pode aumentar ainda mais o índice de reflexão luminosa, deixando seu ambiente ainda mais claro por mais tempo.

Um ambiente clean, em todos os aspectos, favorece a iluminação natural e, de quebra, promove a amplitude do espaço, principalmente se contar com a dica anterior dos espelhos e vidros.

15. Envolva toda a família na economia

Não se esqueça de que o trabalho para poupar eletricidade em casa — o qual, vale lembrar, tem a ver com as finanças e também com a sustentabilidade do planeta — deve ser feito em equipe, envolvendo todo mundo que mora com você.

Portanto, engaje o restante da família nessa causa. Vocês podem começar a adotar regras simples de como economizar energia em casa, para serem seguidas por todos.

Isso vale para o tempo no chuveiro, para as luzes acesas e para os aparelhos em stand by. Todas estas dicas compartilhadas até aqui podem ser adotadas em conjunto, de modo que a casa inteira participe da economia.

Se a conta de luz vier mais barata, vale a pena comemorar! Então, dá para tornar o processo divertido, como se fosse um desafio a ser conquistado pelo time, com direito a recompensas.

Quer um exemplo? Se a família conseguir economizar uma porcentagem da conta de luz, todos vão ter uma noite de pizza no jantar. É uma boa ideia, concorda?

O que importa é que você vai ter uma conta de luz mais barata e vai absorver essas práticas em seus hábitos diários, o que beneficia não só a família, mas o planeta inteiro!

16. Afinal, Como economizar energia elétrica e reduzir minha conta definitivamente ?

Acredito que depois de ler este post você tenha dado conta de quanto ações simples e baratas podem ser responsáveis por aumentar a economia de energia em sua casa. No entanto, a economia vai além de ações práticas ou construtivas, mas ainda mais de conscientização.

Quando adotamos métodos econômicos, estamos pensando não só no lado financeiro, mas também na sustentabilidade agregada, que contribui com o bem-estar presente e das futuras gerações.

Como economizar energia em casa e reduzir definitivamente sua conta de luz

  1. Invista em lâmpadas LED

  2. Evite aparelhos em “stand by”

  3. Cuidados com aparelhos de alto consumo

  4. Cuidados com o uso da geladeira

  5. Considere trocar seus eletrodomésticos

  6. Verifique a fuga de energia na sua casa

  7. Invista em um sistema de aquecimento solar

  8. Invista em um sistema chuveiros a gás

  9. Instale temporizadores e sensores

  10. Cuide da temperatura interna da casa

  11. Aproveite a ventilação natural

  12. Aproveite a iluminação natural

  13. Invista em espelhos

  14. Adote cores claras nos ambientes

  15. Envolva toda a família na economia

  16. Afinal, Como economizar energia em casa e reduzir definitivamente sua conta de luz

E aí, o que você achou das nossas dicas de como economizar energia em casa? Se esta postagem de ajudou de alguma forma, aproveite para nos deixar um comentário abaixo. Ficaremos contentes em poder ajudá-lo ainda mais.

Aproveite e compartilhe com seus amigos nas redes sociais, para que ele possa também economizar energia e contribuir com um mundo melhor!

Você também pode gostar destes posts